Category Archives: A1

SAMBA EM ORAÇÃO (1985)

Samba em oração Fui sambista de qualidade Sussurrou o poeta amigo Para eu fazer sempre O samba com calor E não brincar com Poemas de amor Que a beleza É uma flor mulher, Mulher, mulher. Meu sentido, Minha saudade ouviu O poeta a cantar As belezas do samba Em oração. E eu senti que a tristeza É a esperança É… (more…)

ESPERANÇA (1985)

ESPERANÇA Eu quero riscar e apagar Esse mau tempo Buscar na luz do céu Novo momento. Falar do rei da glória e da alegria E feliz com meu povo a cantar Uma nova medida, a opressão Numa força de alerta, a união. Que é preciso ter sonho Ter a alma no corpo, Para viver Sem medo – amor. A tarde… (more…)

Pagina Antonio José Cunha

HOMENAGEM. Está página está dedicada ao meu saudoso amigo(Antonio José Cunha) TOM ZÉ parceiro, colega, saudade do seu inestimável violão o qual juntos na década de 80 nos encontramos. Por obra do destino sem saber que tínhamos os mesmos sonhos. Tocava harmoniosamente e cantava o Samba da Benção, quando de repente Passei a fazer parte e naquele momento surgiu uma… (more…)

DESAMOR

DESAMOR O mau pior É desamor no coração Da vida a vida o pior É o tanto faz de uma ilusão. De levar o barco até morrer Do amanhã querer o mau querer. Do nascer renascer dos dias A noite vai esconder O luar retrai com nostalgia O mau pior é o desamor de uma mulher. O mau pior É… (more…)

O CÉU E O MAR (1985)

O CÉU E O MAR Quando olhei para o mar E o vi agitar E senti meu coração Sempre a soluçar. Então olhei para o céu E vi o luar Mil estrelas sempre a brilhar Lembrei-me de você meu amor. A me amar. E cantando pela vida eu vou sempre falar Como os pássaros cantando E pra que chorar. E… (more…)