Monthly Archives: fevereiro 2012

AUSÊNCIA

AUSÊNCIA Numa sensação de torpor Vindo lá das entranhas Das feridas que a vida cria. Uma ausência Àquela que o tempo não leva E que vira cicatriz. Às frases sussurradas Os beijos, as carícias Chegam e alucinam. Vasculham meus guardados Em pleno vôo me dominam Aquieto-me. Não sei como explicar Num diálogo perene e deleitoso Minhas solicitações. Mas buscando na… (more…)

OS FILHOS:- OS PAIS!

OS FILHOS:- OS PAIS! É fato e sem nenhuma beleza os relatos estridentes. Se não bastasse estar sempre a nos espreitar a violência, a criminalidade, os descasos dos nossos dirigentes, e os malditos traficantes impunes como os ratos… É incontestável o que foi dito no livro Sagrado. Os filhos se voltarão contra os pais! Foi o recado. Sem paciência, sem… (more…)

SOMBRAS DO PASSADO

SOMBRAS DO PASSADO Neste desalento Que ainda de saudade Atento… Pobres sonhos e ideais A melhor página Da minha vida. Sob uma sombra orvalhada Sentindo o aroma fresco E penetrante, da terra molhada. Olho o campo, olho a estrada Olho o sol, olho o horizonte Como um poeta tristonho. Que é isto? Que tristeza Estranha; trago comigo Nessa minha alma… (more…)