SÃO FRANCISCO


SÃO FRANCISCO

Sou a lágrima de um santo
Verde alto o monte fonte em que nasci
Fui inda água cristalina tão pura
E menina, virgem terra aqui!

Sou filho da natureza
Sou, portanto, seu irmão!{ Bis

Desço a serra em cambalhotas
Escorrego liso entro no sertão
Sou irmão também da lua
Sou também a rua de embarcação!

[Sou filho da natureza]
E o sol também meu irmão! [ Bis ]

Sou a vida pro caboclo, sou profundo, largo
Sou irrigação
Sou potente pra semente
Faço luz, oh gente, porque a poluição!

[Sou filho da natureza]
Sou, portanto seu irmão! { Bis

Levo dentro do meu leito
Um cardume farto de alimentação
E quando entro nas cidades
Levo a unidade: eu sou o Chicão!

Nasci com uma certeza…
De viver uma razão…
Mas por tanta crueldade
Já não sou o velho Chicão

Sou a lágrima de um santo
E por isso sigo ainda não morri
Já fui água cristalina
Hoje não menina a fonte ainda sim!

Snitramus
Editora de texto
Rosali Gazolla

Related Posts:

    Both comments and pings are currently closed.

    Comments are closed.

    • Facebook
    Pular para a barra de ferramentas