MULTÍVIO


MULTÍVIO

Sou a natureza, eu vim lhe dizer
Da chuva que cai do solo
E do mar.

E do sol que clareia
O amanhã que vem vindo
Eu vim para falar.

Que a fome que chega
Não é passageira
É a sede que mata
Não é brincadeira.

Essa hora que passa
O minuto que se foi
Nunca mais vai voltar.

Portanto – guerreiro – o alimento
Escasseia
Some o peixe do rio
Ave já não permeia.

Busquem homens
Uma trégua para se alimentarem
Do amor.
Snitramus
Editora de Texto
Rosali Gazolla

Related Posts:

    Both comments and pings are currently closed.

    Comments are closed.

    • Facebook
    Pular para a barra de ferramentas