LÁGRIMAS DO SERTÃO

Lágrimas do sertão

Às vezes fico chorando
Que é para o meu pranto
Banhar o sertão
Que a dor

Daquele povo
Corre nos olhos e no coração.
Então…
A terra subiu aos céus
E de joelhos perguntou ao senhor.

Como é que a gente pode
Viver de sede e o gado de luz.
Então Deus arresolve

Manda uma chuva
Que acaba com o mundo.
E o meu nordeste pobre
É um barco furado, sem teto
E sem fundo

Snitramus 07/10/2010
Editora de texto
Rosali Gazolla

LAGRIMAS DO SERTÃO MP 3 CLIK AQUI E OUÇA A MELODIA DESSA LETRA

Related Posts:

    Both comments and pings are currently closed.

    Comments are closed.

    • Facebook
    Pular para a barra de ferramentas