ESPERANÇA (1985)

ESPERANÇA

Eu quero riscar e apagar
Esse mau tempo
Buscar na luz do céu
Novo momento.
Falar do rei da glória e da alegria
E feliz com meu povo a cantar
Uma nova medida, a opressão
Numa força de alerta, a união.
Que é preciso ter sonho
Ter a alma no corpo,
Para viver
Sem medo – amor.
A tarde vai serena no fim do dia
E surge a noite
Em sua fantasia.
Com seu manto estrelado
E a poesia
Resplandece na terra, sem dor.
Descortina em cor a manhã
Espalhando a esperança,
e meu povo a cantar.
Irradiando – energia
No ar.
Snitram
Editora de texto
Rosali Gazolla

Related Posts:

    Both comments and pings are currently closed.

    Comments are closed.

    • Facebook
    Pular para a barra de ferramentas