ASAS DO VENTO

ETTI_POMBA_DA_PAZ

Embora já conheça
Os seus caminhos
De orvalho, lágrimas e suor.
Da esperança vã desta estrada
A dor de todo esse mundo
Vives por uma razão.
Triste escola desta vida
Onde gente, ri e chora.
Na caminhada perdida.
Dividindo lágrimas, sensações.
Em frases sem firmeza
Para viver sentir toda beleza.
Como o sol e as estrelas
O mar um rio encantado
Peito nu pensamento ao vento.
Com este olhar esquecido
Das coisas que passaram
Cuidado coração descuidado.
Ao romper da escuridão
Logo o sono baterá
Um triste adeus em vão.
No meio desse imenso deserto
A pulsar nas veias
Enfrentando homens, devorando a sede.

Vá ao inferno
A procura da cura
Protesta, contra o dinheiro.
Busque nos olhos da aurora
– -o segredo…
Que coisa forte bonita.
Solta, te ilumina.
Faça de ti o segredo
Ternura amor e poeta.
Queres seguir vivendo
Abrir as portas do sonho
Cantando nas asas do vento.
Snitramus
Editora de texto
ROSALI Gazolla

Related Posts:

    Both comments and pings are currently closed.

    Comments are closed.

    • Facebook
    Pular para a barra de ferramentas