CIGANA


CIGANA
Eu quero
O teu cheiro cigano
Esse corpo cheiroso.

Você dentro de mim
Meu amor.

Vêm os teus olhos incendeia
Já me queima nas veias.

O pecado é amar
Sem paixão.

Você que inventou
Minha paz
Minha estrada.. Minha sina.

Foram-se
Os dias iguais.

Nos meus sonhos
Já não tenho censuras
Entre as tantas loucuras.

O seu beijo alimenta
O meu corpo a queimar.

De desejo, de emoção
De ternura e de prazer.
Snitramus
Editora de texto
Rosali Gazolla

Related Posts:

    Both comments and pings are currently closed.

    Comments are closed.

    • Facebook
    Pular para a barra de ferramentas