Archive for dezembro, 2014


ESPERANÇA

Off
dezembro 28th, 2014

Para viver sem o medojpg

ESPERANÇA

Eu quero riscar e apagar
Esse mau tempo
Buscar na luz do céu
Novo momento.

Falar do rei da glória e da alegria
E feliz com meu povo a cantar
Uma nova medida, a opressão
Numa força de alerta, a união.

Que é preciso ter sonho
Ter a alma no corpo,
Para viver
Sem medo – amor.

A tarde vai serena ao fim do dia
E surge a noite
Em sua fantasia.

Com seu manto estrelado
E a poesia
Resplandece na terra, sem dor.

Descortina em cor a manhã
E a vida floresce no amor
Espalhando a esperança,
E meu povo a cantar.

Irradiando – energia
No ar.

Snitramus
Editora de texto
Rosali Gazolla

Para viver sem o medojpg

O AMOR

Off
dezembro 26th, 2014

Esperança
O AMOR
Amor bem sei quem tu és
Quando chega
De onde vem, aonde vai.

És a aurora, a primavera.
O firmamento, a brisa, es o vento.
É uma luz que irradia, sem sofrimento.

És a Ilusão, es a alegria, és o afeto.
Tu és a saudade, a bondade, o encanto.
A palavra doce e meiga, o sentimento.

É o inverno com seu aconchego
O calor, a chuva de verão, o apego.
Um barquinho ao longe no sossego

Tu és a brisa, as crianças, as pipas.
O beijo doce, um beijo quente.
É a água pura bebida na fonte

És a fauna, a flora, o poente.
O cardume, o rio em sua nascente
Uma mão amiga, um abraço forte.

Sabe o amor é um sorriso franco
Sem mentiras, senões ou máculas.
E faz sentido estar vestido de branco

És o perfume ínfimo de todas as flores
O sábio cantar dos pássaros nas árvores
Sobrepujando a solidão dos pântanos

És a noite fria, a cama és o cio.
O aconchego da solidão sem o vazio
E a beleza do pecado de um inocente

É a chegada, e a partida do minuto.
És o início do fim e do meio
És a força e é a fé do matuto

Tu és à distância – o universo
O infinito, um som diminuto.
A delicadeza de um gatinho amoroso

És a paixão, a paisagem.
A viagem final, a união bela de duas feras.
És a intuição, um vulto, uma miragem.

Tu és a razão – o homem do momento
A multidão, o grito, a fome, o sofrimento.
A dor, a ciência, o computador, o orçamento.

Também tu és o pecado, a paixão.
A guerra, o ouro, a grana e os nãos…
Sem a razão
Perdes todo o seu calor, e o desejo de viver fica sem descanso e corre.
Sem o coração
O entusiasmo, da sua juventude morre.
Virando uma cruz encarnada
Como uma oração – sem perdão
É o senhor no sacramento, chora.

Tu és tudo a manhã o hoje e agora.
Quem sabe? O amanhã.
Bem sei – lhe conheço
És a vida.
Snitramus
Editora de texto
Rosali Gazolla.

AMAR-TE

Off
dezembro 17th, 2014


Amart-te

Espero conservar dentro do meu peito
Este desejo incontido
Mesmo quando
Parecer-me estar perdido.

Nos piores dias vividos
Nas guinadas das curvas da vida
Quando olhei para trás vi
O amor faz o que convém.

Bem no fundo de minh’alma
Escondido e bem guardado
Sigo, carregando sua essência.

Com ardor nos meus olhos
Posso vê-la inteiramente
Clara e nua como a lua.

Seu porte sensual e forte
Deleita sobre meu corpo
Perfumando-me com seu cheiro
De fêmea no cio.

Com volúpia sinto teus lábios
Solfejando a minha existência
Por isso sigo pensando
O importante não é a morte…

Snitramus
Editora de texto
Rosali Gazolla

AVE MARIA de Schubert

Off
dezembro 10th, 2014

Salve o Brasil

AVE MARIA
Autor Schubert é uma linda canção para ouvir e meditar principalmente aqueles que votaram
na presidente Dilma que está levando o país a naufragar na lama com rombos na Petrobras não prestando contas de seus gastos durante o seu governo acobertando as maracutaias de seu antecessor o ex presidente Lula que durante seus mandatos acobertou inumeros desfalques aos cofres públicos palco do famoso mensalão e outras tantas desonestidades dos seus principais assessores gostaria aqui de postar somente meus simples versos e melodias apesar de não ser um poeta de fato nem mesmo um músico profissional o que faço é por puro prazer e amor apenas peço a atenção dos meus queridos leitores para sentir nessa linda melodia que é a Ave Maria a paz só dessa forma como uma sombra perdida na incerteza como tantos brasileiros como eu que nada podemos fazer é pedir e implorar a bondade de nossa mãe para que o nosso Brasil se livre desses malfadados corruptos que tanto nos envergonham com tanta sujeira perante o mundo.
Snitramus

LEMBRA DE MIM

Off
dezembro 1st, 2014

Querer-te ver, talvez eu fosse capaz

Música e letra de Ivan Lins

Interprete e arranjos de Snitramus

LEMBRA DE MIM

Lembra de mim
Dos beijos que escrevi nos muros a giz

Dos beijos que escrevi nos muros a giz
Os mais bonitos continuam por lá
Documentando que alguém foi feliz

Lembra de mim
Nós dois, nas ruas, provocando os casais
Amando mais do que o amor é capaz
Perto daqui, há tempos atrás

Lembra de mim
A gente sempre se casava ao luar
Depois jogava nossos corpos no mar
Tão naufragados e exaustos de amar

Lembra de mim
Se existe um pouco de prazer em sofrer
Querer-te ver, talvez
eu fosse capaz
Perto daqui ou tarde demais

Lembra de mim

[Solo]

Lembra de mim
A gente sempre se casava ao luar
Depois jogava nossos corpos no mar
Tão naufragados e exaustos de amar

Lembra de mim
Se existe um pouco de prazer em sofrer
Querer-te ver, talvez eu fosse capaz
Perto daqui ou tarde demais

Lembra de mim
Autor Ivan Lins
Snitramus

  • Facebook
Pular para a barra de ferramentas